Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4 Acessibilidade 5 Alto contraste 6

---

  • ?
  • ?

---

  • ?
  • ?


Porto Belo anuncia obras que serão realizadas com os recursos do Plano Mil

Publicado em 01/02/2022 às 11:08 - Atualizado em 01/02/2022 às 11:08

Foi assinado na tarde da última segunda-feira (31) o convênio entre o Governo do Estado de Santa Catarina e o Município de Porto Belo, que possibilita o repasse de R$22 milhões para o Município, através do Plano Mil. Ainda não há previsão de quando e como o valor será efetivamente repassado ao Município, mas Porto Belo já tem separado os projetos que serão colocados em prática.
O Plano Mil prevê o repasse do correspondente a R$1 mil por habitante, a serem utilizados em obras de infraestrutura. Porto Belo receberá o valor de R$22 milhões, que serão investidos na pavimentação da Rua João Domingos dos Santos, no bairro Araçá, pavimentação das ruas Pedro Reig e Abílio Pedro de Souza no bairro Vila Nova, Molhe do Rio Rebelo no Centro, Avenidas Santino Voltolini, Rua Dorvalino Voltolini e Rua Rubens Alves no bairro Balneário Perequê e Rua Dos Samagaias no bairro Vila Nova. Todos os projetos já estão prontos para licitação e execução.
O prefeito de Porto Belo Emerson Stein destaca a importância desta iniciativa do Governo do Estado, em contribuir para o desenvolvimento dos Municípios. “Vamos colocar em prática projetos de infraestrutura turística e também projetos de prevenção às cheias. Esta é uma parceria vista com bons olhos e esperamos que o Governo do Estado continue lançando projetos inovadores como este” – destaca o prefeito.
O governador de Santa Catarina Carlos Moisés explica que busca manter um governo municipalista. “Somos um governo municipalista e levar recursos e desenvolvimento a todas as cidades catarinenses é a missão mais importante do nosso governo. É o que estamos fazendo com o Plano Mil, para que Santa Catarina se desenvolva por inteiro” – destaca.
O convênio foi assinado no Palácio da Agronômica, em Florianópolis, pelo Governador Moisés, deputados estaduais, secretários de estado e prefeitos de toda a região da Amfri, que deve receber, somando todos os municípios, a quantia de R$715 milhões.